terça-feira, 10 de agosto de 2010

Ser Inquieto

Meu pensamento está titubeando entre "As coisas. Que tristes são as coisas, consideradas sem ênfase" e "O que nós vemos das cousas são as cousas. Por que veríamos nós uma cousa se houvesse outra?". Qualquer que seja o impasse o fato é que penso demais...
Talvez pensar seja um erro... Talvez não pensar também... O outro fato é que pensar sobre a humanidade não leva a lugar algum... O ponto é esse... Pense sobre tecnologia, economia, saúde... Mas não pense nas intenções... Por mais que ao primeiro abrir de olhos já haja uma intenção, não perca tempo com isso... O jeito é enfiar o pé no acelerador e sair vivendo... Mas já abriram minha cabeça à forceps!
Às vezes me sinto esquisofrênica, medindo e calculando passos, prevendo estratégias, analisando palavras, expressões, cores... Tudo pra ver se consigo chegar às intenções... Mas nem mesmo sei quais são as minhas... Talvez haja uma variável inexplicável, talvez nem tudo tenha lógica e possa ser sistematizado... E aí José? Oh meta ousada!


Licença Creative Commons
This work is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License.