quarta-feira, 29 de junho de 2011

Linguisticamente possível, humanamente inviável

k e g em em pares distintivos:
meu ego vive pelo seu eco...
Na verdade, traços distintos:
um cala. O outro grita.
Velar plosiva.

Alcançam o ápice quando:
não distinguem mais a diferença dêitica entre EU e VOCÊ.

Uma língua com complexo sistema de pronomes possessivos
Pode ser sua expressão pelo amor não-possessiva?

Ambiguidade dos pronomes na dêixis.
Um acordo fiduciário firmado
entre um surdo e um mudo.

Não estava no dicionário.
O que era significante?
Qual era seu significado?
Não havia consenso...

Sentença relativa com dois sujeitos.
Sujeito composto:
objeto subjetivado.
Sujeito oculto:
sujeito objetivado.

4 comentários:

  1. Muito bom!
    Gostei da forma como você trabalhou a gramática como uma relação.

    ResponderExcluir
  2. Obrigada Rainier!
    Volte mais vezes...

    Abs,

    ResponderExcluir
  3. Muito bom, Aline! Gostei do jogo de palavras e principalmente de: "meu ego vive pelo seu eco".

    ResponderExcluir
  4. Obrigada pelo comentário e visita, Alvaro!
    Há muito não vou aos escritores de quinta e nem participo do blog... :(
    Volte mais vezes, embora eu também não esteja escrevendo muito no meu próprio blog.
    Abs,

    ResponderExcluir

Licença Creative Commons
This work is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License.